Coxim, MS
9 de agosto de 2018
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

Vereadores aprovam projeto que institui sobá como prato típico da Capital

Na Feira Central existe um monumento ao sobá (Foto: Arquivo)

Os vereadores de Campo Grande aprovaram nesta quinta-feira (9) o projeto de lei que institui o sobá como prato típico da cidade. A proposta foi formulada pela Secretaria de Cultura e Turismo com o propósito de “valorização da cultura gastronômica” e considera o prato patrimônio imaterial da cidade.

A escolha do sobá como prato típico de Campo Grande ocorreu através de votação popular. Com 41 % dos votos válidos, a comida com influência japonesa saiu vitoriosa, o espetinho ficou em segundo lugar com 32% e o arroz carreteiro com 27% dos votos.

A disputa, promovida pela prefeitura, durou três meses e cada eleitor pôde escolher uma das três receitas.

Patrimônio imaterial

De tão popular, a sopa de macarrão lámen com carne bovina, ovo e cebolinha tornou-se patrimônio cultural imaterial da cidade em 2006 e tem até um festival gastronômico, tocado pela Afecetur (Associação da Feira Central e Turística de Campo Grande), que faz a gestão da Feira Central, a ‘Feirona’. Lá, existe até um monumento dedicado á iguaria, assinado pelo artista Cleir Ávila.

O título se deve porque o prato, apesar da origem japonesa, tem feitio bastante particular que o distingue de sua raíz oriental e imprime a identidade campo-grandense. O sobá transita por todas as tribos da cidade. Prova disso é o número de sobarias espalhadas pelos bairros – pelo menos 80 restaurantes servem sobá, conforme um levantamento de 2011. Até em São Paulo o sobá marca presença em restaurantes especializados no prato, para que campo-grandenses possam matar a saudade!

Imprimir

Comentários