Coxim, MS
26 de setembro de 2017
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

Polo e Corolla recebem 5 estrelas em teste de colisão

Toyota Corolla passa por teste de colisão (Foto: Divulgação)

Lançado na segunda-feira (25) no Brasil, o Volkswagen Polo conseguiu 5 estrelas de proteção para passageiros adultos e crianças em testes de colisão feitos pelo Latin Ncap, organização independente que avalia a segurança de veículos an região.

O Polo tem 4 airbags (dois frontais e dois laterais) de série em todas as versões e controle de estabilidade nos modelos equipados com motor 1.0 turbo – nos demais é opcional.

Atualizado com 7 airbags e controle de estabilidade, o Toyota Corolla, feito no Brasil e nos Estados Unidos, também recebeu a nota máxima.

Novo Polo passa por teste de colisão (Foto: Divulgação)

Tanto o Polo, como o Corolla, conseguiram também o Latin NCap Advanced Award – prêmio que é dado para modelos que oferecem maior proteção aos pedestres.

O que o Latin NCap disse sobre o Polo nacional?

De acordo com a entidade, a proteção ao motorista e o acompanhante ficou entre boa e adequada. Os airbags apresentaram um “rendimento robusto em ambos os impactos laterais”, e controle de estabilidade também passou pelos requisitos.

Já com relação à segurança infantil, o Polo ofereceu “uma boa segurança em impactos para crianças” e conta com ancoragens do tipo Isofix, interruptor para desligar o airbag do passageiro, e cintos de três pontos em todas as posições.

De acordo com Alejandro Furas, secretário-geral do Latin NCap, outro ponto positivo do Polo foi ter sido testado antes do lançamento, assim os consumidores não têm que esperar meses para saber sobre o nível de segurança de um produto.

O Polo recebeu 32.13 pontos de um máximo de 34 pontos para proteção de adultos e 43 de 49 pontos possíveis para crianças.

O que o Latin NCap disse sobre o Corolla nacional?

O Corolla já havia sido avaliado em 2014, quando também conseguiu 5 estrelas para adultos, mas 4 para crianças. Com a atualização, a pontuação melhorou em 2017, mesmo com exigências mais altas nos testes.

Segundo o Latin Ncap, a proteção oferecida à cabeça e ao pescoço tanto do motorista quanto do acompanhante foi boa. O peito do motorista recebeu proteção marginal, e o do acompanhante proteção adequada.

“A Toyota demonstrou, mais uma vez, que é possível colocar o dummy de três anos de idade olhando para trás, produzindo benefícios relevantes à proteção infantil no impacto frontal”, afirmou a entidade.

O Corolla obteve 29.60 pontos de um total de 34 possíveis para a proteção de adultos e 44.88 de um máximo de 49 para crianças.

Como é o teste do Latin NCap?

Os quesitos de avaliação do Latin NCap ficaram mais exigentes recentemente, passando a adotar também batidas laterais, o que fez modelos perderem estrelas conquistadas com o protocolo antigo. É o caso de Chevrolet Onix, Fiat Palio, Peugeot 208, Nissan March e Versa.

Nas colisões laterais, o carro recebe um impacto de lado por meio de uma barreira deformável montada em um carro padronizado de 850 kg, que se desloca a 50 km/h.

Esse tipo de teste era opcional até 2015: só era feito se a montadora quisesse. Agora, ele inclui também bonecos “crianças” e seus devidos suportes.

Além disso, o controle eletrônico de estabilidade e o teste de poste viraram requisitos para ter a avaliação máxima. De acordo com a nova regra, ter 4 estrelas significa que o veículo mostrou bom desempenho em impacto frontal e lateral e passou no teste ESC.

Caso um modelo tenha conseguido zero estrela no impacto frontal, a entidade nem testa o impacto lateral, dando um resultado total de zero.

Mesmo no teste de impacto frontal, o Latin NCap é mais rígido do que a lei dos principais mercados. Ele é feito com o veículo a 64 km/h, enquanto, na Europa, a velocidade é de 56 km/h. Apenas 40% do carro colide com a barreira nesses dois testes. Nos EUA, a colisão é de 100%, a 48 km/h.

Imprimir

Comentários