Coxim, MS
13 de Abril de 2018
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

Polícia Civil prende gari suspeito de planejar e executar agiota, em Coxim

O gari José Carlos Pereira da Silva, de 40 anos, foi preso pela Polícia Civil com apoio da Polícia Militar no final da tarde desta sexta-feira (13), no bairro Piracema, em Coxim.

José Carlos é suspeito de envolvimento no assassinato do agiota Manoel Teodoro, mais conhecido como Neto, ocorrido em julho do ano passado. De acordo com a Polícia Civil, o gari é suspeito de planejar e executar Neto com quatro disparos de arma de fogo.

Com o mandado de prisão provisório por ser o principal suspeito do crime, o gari ficará por 30 dias enquanto prosseguem as investigações.

O CRIME

No dia 29 de julho de 2017, Manoel Teodoro foi encontrado morto em sua residência na avenida Presidente Vargas, na região central de Coxim.

No dia da execução, o gari José Carlos Pereira da Silva contou ao Coxim Agora que saiu para caminhar e resolveu passar na casa de “Neto”, quando chegou, a testemunha o chamou pela janela e quando olhou para trás, encontrou a vítima caída numa garagem de madeira, em seguida, acionou a Polícia Militar (PM).  “Neto” foi atingindo por quatro tiros, ele apresentava duas perfurações no peito e duas nas costas.

Uma motocicleta Honda Biz, que pertencia a “Neto” foi levada do local, provavelmente pelo autor do crime que ainda não foi identificado. No meio da manhã, a polícia localizou a motocicleta na varada de uma peixaria, na avenida Presidente Vargas.

A vítima cumpria o regime semi aberto no Estabelecimento Penal Masculino de Coxim pela morte do pedreiro Carlos Alberto Feliciano de Oliveira, ocorrida em dezembro de 2010, no bairro Morada do Altos São Pedro, em Coxim. Ele dormiu no presídio e havia acabado de chegar em casa por volta de 06h20min, quando foi morto.

Imprimir

Comentários