Coxim, MS
8 de novembro de 2020
Plantão
67 9 9659 6042

Após trégua, Pantanal de MS enfrenta 83 focos de incêndio em oito dias

Militar segurando pedaço do solo, cujo interior fora atingido pelas chamas (Foto: Reprodução)

Após a trégua nos incêndios após as chuvas registradas no fim de outubro, os focos de incêndio no Pantanal voltaram. Dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) indicam que a parcial do início de novembro é maior que o dobro registrado no mesmo período de julho – apenas em Mato Grosso do Sul, foram 83 locais em chamas.

Segundo estimativa do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima), o volume de chuva nas regiões norte do município e pantaneira foi entre 40 a 70 milímetros no fim do mês passado. No começo de novembro, o volume foi de máximo de 5 milímetros em ponto isolados.

as condições esperadas são de tempo firme, queda na umidade relativa do ar e gradativa elevação de temperatura, especialmente sobre as regiões pantaneira, norte e central. As chuvas devem retornar a partir do dia 8 de novembro”, diz nota publicada pela assessoria de imprensa do Cemtec.

Situação dos incêndios – De acordo com dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), somente neste sábado (7), foram identificados 12 focos de incêndio no Pantanal. A maior parte (8) deles, ocorreu no município de Corumbá.

Entre 1 e 8 de novembro, o bioma já acumula 484 focos de incêndios, distribuídos majoritariamente em Poconé (259) e Cáceres (135), no Mato Grosso, além de Corumbá (72).

Além do município corumbaense, em Mato Grosso do Sul, também foram registrados focos em Aquidauana (6), Rio Verde de Mato Grosso (3), Ladário (1) e Miranda (1), totalizando 83 locais com incêndios no Estado nesse início de mês.

Abaixo, os gráficos mostram acumulado de registros no Pantanal todo, incluindo municípios de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

print

Comments

comments