Coxim, MS
13 de janeiro de 2021
Plantão
67 9 9659 6042

Simone Tebet foi acusada pelo Ministério Público do MS de desvio de verbas

Foto: Roque da Sá / Agência Senado

O Ministério Público do Mato Grosso do Sul acusou a senadora Simone Tebet (MDB-MS), candidata a presidência do Senado, de desviar verbas quando ela era prefeita de Três Lagoas (MS) em 2008. No entanto, o caso foi extinto pelo Tribunal de Justiça (TJ) após prescrição. As informações são do colunista Rogério Gentile, do UOL.

Segundo a denúncia da promotoria, Tebet beneficiou a empresa Anfer Construção e Comércio Ltda na licitação para revitalizar o balneário do município, após receber R$ 78 mil de doações para sua campanha eleitoral.

A Justiça da primeira instância chegou a bloquear dos bens da senadora, mas o Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul derrubou a decisão.

Tebet alegou que não houve superfaturamento e que não pode ser responsabilizada pelo edital de licitação, já que não é de sua responsabilidade direta. A empresa Anfer negou as irregularidades e disse que tudo foi feito de forma regular.

print

Comments

comments