Coxim, MS
23 de fevereiro de 2021
Plantão
67 9 9659 6042

Justiça prorroga prisão de dono de bar que estuprava meninas e as ameaçava com arma

Arma e celulares foram apreendidos (Divulgação)

Nesta terça-feira (23), foi publicada no Diário da Justiça a prorrogação da prisão temporária do idoso de 79 anos, acusado de estuprar três meninas em Fátima do Sul. Ele era dono de um bar no município e foi preso em janeiro, acusado de estuprar três meninas de 7, 13 e 14 anos.

A prisão temporária do acusado tem prazo de 30 dias e o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) representou pela prorrogação, por mais 30 dias. Com isso, juiz da 2ª Vara de Fátima do Sul deferiu o pedido e ainda agendou audiência para março. Após os fatos, a família de duas das meninas se mudou para outra cidade.

Segundo a publicação, a menina de 7 anos chegou a ser atendida no hospital, com acompanhamento do Conselho Tutelar, com dores e hematomas no órgão genital. A mãe dela contou que, quando a filha chegou em casa, disse que estava com dores “no pé da barriga” e quando a mãe perguntou, a menina revelou o estupro.

Ainda conforme a criança, o fato aconteceu no dia 12 de janeiro, quando ela foi até o bar do acusado comprar doces. Quando ela estava no estabelecimento, foi agarrada pelo idoso. A mãe chegou a declarar à polícia que trabalha na roça e a filha mais nova fica aos cuidados da mais velha, de 14 anos.

A adolescente também foi vítima do acusado e no celular dele ainda foram encontradas fotos das meninas. No bar foram apreendidas uma espingarda e munições, arma com a qual ele teria feito ameaças às vítimas. O juiz definiu que está comprovada a necessidade de prorrogação da prisão do acusado, já que a liberdade poderia interferir no trabalho da polícia e ainda influenciar sobre a vítima e familiares.

print

Comments

comments