Coxim, MS
17 de dezembro de 2017
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

Mãe doente de 52 anos era mantida trancada e sem comida em Itaporã

Após uma denúncia de maus tratos, a Polícia Militar encontrou uma mulher de 52 anos dentro de casa com as janelas e portas trancadas por volta das 16h deste sábado (16), em Itaporã – a 228 quilômetros de Campo Grande. Ela estava deitada na cama e com dificuldade para falar, mas conseguiu dizer aos policiais que estava sem almoçar. Uma das filhas é quem a mantinha trancafiada.

A casa possui duas portas: uma estava bloqueada com um armário e outra com uma corrente, trancada com o cadeado do lado de fora. Para entrar na casa, os policiais precisaram cortar a corrente.

Vizinhas informaram à polícia que a vítima é agredida constantemente por uma das filhas. A agressora chama a mãe de “veia louca”, “sua velha safada”, “sua velha fingida” e puxa a mãe pelo cabelo.

Ainda segundo as vizinhas, ela deixa a mãe trancada dentro da casa mesmo sabendo que a matriarca é doente, tem transtorno bipolar, depressão, esquizofrenia e mal consegue se locomover.

Uma das vizinhas contou que presenciou por várias vezes a idosa pedindo socorro por estar trancada e, em algumas, estava até chorando por não poder sair de casa. Ela dizia ainda os filhos têm vergonha de sair com ela.

A suspeita de maus-tratos foi encontrada na casa de uma das irmãs, tomando tereré.

De acordo com o registro policial, ela disse ter ciência que a mãe é doente, que não pode ficar sozinha e que estava sem almoçar.

Uma outra filha assumiu o compromisso de cuidar da idosa. A filha suspeita irá responder criminalmente por maus tratos.

Imprimir

Comentários