Coxim, MS
20 de setembro de 2017
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

IFMS forma técnicos para um dos setores que mais empregam no Estado

A fim de formar mão de obra qualificada para o setor industrial – o terceiro que mais gera empregos no Estado, de acordo com o último Radar Industrial, levantamento mensal feito pela Federação das Indústrias (Fiems) – o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) oferece, em três regiões de MS, opções de cursos técnicos do eixo tecnológico Controles e Processos Industriais: Eletrotécnica, Mecânica e Metalurgia.

Em Corumbá, o curso técnico integrado em Metalurgia forma profissionais que podem atuar nos segmentos do extrativismo mineral, beneficiamento de minérios, metalurgia, siderurgia, além das indústrias naval, petrolífera, mecânica, entre outros.

“O IFMS tem parcerias com indústrias e instituições onde os estudantes fazem estágio e alguns conseguem emprego depois de formados, dentre as quais Votorantim, Vetorial, Embrapa e Marinha. O salário inicial varia de R$ 2 mil a R$ 2,8 mil, dependendo do porte da empresa”, explicou Maicon Martta, coordenador dos cursos do eixo tecnológico Controle e Processos Industriais do Campus Corumbá.

Indicadores do Setor Industrial – Região Oeste*
76

indústrias metalúrgica e extrativa mineral

R$ 2.464

média salarial**

Panorama MS Industrial 2016 (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul – Fiems)
** O salário médio da indústria da região Oeste é o maior de Mato Grosso do Sul, em comparação às outras regiões.

Na região Leste, o IFMS prepara técnicos na área da Eletrotécnica. O curso técnico integrado é oferecido pelo Campus Três Lagoas. O coordenador dos cursos do eixo tecnológico da unidade, Edson Mainardi Jr., explica que grande parte das ofertas de emprego na área está no setor industrial.

“Empresas como a Fibria e a Eldorado, do segmento da celulose, contribuem para a alocação de nossos egressos, assim como a Metal Frio e estatais, como é o caso da Petrobrás, que possui um polo em Três Lagoas e oferta vagas por meio de processos seletivos e concursos. A média salarial inicial gira em torno de R$ 1,8 mil a R$ 2 mil”, comentou Edson.

Indicadores do Setor Industrial – Região Leste*
1.370

empresas instaladas

27%

dos empregos com carteira assinada

Panorama MS Industrial 2016 (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul – Fiems)

Na Capital, o IFMS oferece duas opções de cursos técnicos voltados à indústria: Eletrotécnica e Mecânica.

O coordenador dos cursos do eixo tecnológico do Campus Campo Grande, Elton Valiente, pontua que empresas dos segmentos de metalmecânica, retíficas, manutenção industrial e no setor terciário são opções de trabalho para o técnico dessa área. O profissional sai do curso apto a trabalhar com usinagem, confecção de moldes, ferramentaria em geral, ente outras atividades do ramo industrial.

“Nossos alunos atuam como técnicos em Mecânica tanto na rede privada como no serviço público, por meio de concursos. Temos egressos na Marinha, por exemplo. O start da empregabilidade nessa área se dá, em geral, por meio do estágio. A remuneração em início de carreira varia de R$ 1,5 mil a R$ 2,5 mil”, destacou Elton.

Indicadores do Setor Industrial – Região Central*
3.177

empresas instaladas

44.588

trabalhadores empregados

Panorama MS Industrial 2016 (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul – Fiems)

Quer saber mais sobre os cursos? – Nossos estudantes gravaram vídeos para explicar o que aprendem nos cursos técnicos do eixo Controle e Processos Industriais oferecidos pelo IFMS.

O técnico em Eletrotécnica é apresentado pela Giovana Brambila, aluna do Campus Três Lagoas. A estudante adora as aulas práticas e conta a que mais gostou até hoje. Olha só que legal: http://www.ifms.edu.br/centrais-de-conteudo/videos/tecnico-em-eletrotecnica.

De Campo Grande, veio o depoimento do Janderson Morinigo, aluno do técnico em Mecânica. O estudante entrou no curso meio sem saber o que encontraria. Agora, quer ser professor na área! Confira: http://www.ifms.edu.br/centrais-de-conteudo/videos/tecnico-em-mecanica.

Para saber mais sobre o curso técnico em Metalurgia oferecido pelo IFMS, assista ao vídeo gravado pela Ana Cláudia da Silva, estudante do Campus Corumbá: http://www.ifms.edu.br/centrais-de-conteudo/videos/tecnico-em-metalurgia.

Exame de Seleção 2018 – No processo seletivo para ingresso nos cursos técnicos integrados do IFMS, a seleção de novos estudantes é feita por meio de uma prova com questões de português, matemática e conhecimentos gerais.

Na modalidade integrada, o aluno cursa o ensino médio e o curso técnico ao mesmo tempo. Para concorrer a uma vaga, basta ter o ensino fundamental completo.

Para 2018, o IFMS abriu 1.390 vagas em nove opções de cursos oferecidos em dez municípios. No eixo tecnológico Controle e Processos Industriais, são 200 vagas ao todo. Confira a oferta por campus:

Campus Curso Técnico Integrado Vagas
Campo Grande Eletrotécnica 40
Mecânica 40
Corumbá Metalurgia 40
Três Lagoas Eletrotécnica 80

As inscrições no Exame de Seleção 2018 devem ser feitas até 3 de novembro. O passo-a-passo de como se inscrever e todas as informações sobre o processo seletivo estão disponíveis na página do Exame: www.ifms.edu.br/exame.

Controle e Processos Industriais – Cursos técnicos integrados desse eixo são oferecidos pelo IFMS desde 2011.

Atualmente, são 855 estudantes matriculados nos campi Campo Grande, Corumbá e Três Lagoas. O dado, referente ao mês de agosto deste ano, é do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec).

Desde que começou a formar as primeiras turmas dos cursos técnicos em Eletrotécnica, Mecânica e Metalurgia, em 2014, o IFMS certificou mais de 160 técnicos nessas áreas.

Imprimir

Comentários