Coxim, MS
17 de Fevereiro de 2018
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

Homem é preso pelo abuso da filha de um ano e 3 meses e de duas sobrinhas em São Gabriel

Foto: Maikon Leal / Arquivo / Coxim Agora

A Polícia Civil concluiu as investigações de mais um caso de estupro de vulnerável em São Gabriel do Oeste. Desta vez um homem de 45 anos, morador da região central do município foi preso na última sexta-feira (09), pelo abuso da filha de apenas um ano e três meses e de duas sobrinhas de 12 e 13 anos.

Segundo informações do delegado Fábio da Silva Magalhães repassadas ao Idest, as investigações sobre o caso iniciaram após uma denúncia de que o autor abusava das duas sobrinhas, que confirmaram os abusos e ainda relataram que a filha do homem também havia sido vítima.

A criança foi encaminhada para passar por exames no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), que confirmaram o abuso.

Com base nas provas produzidas, o delegado Fábio Magalhães pediu a prisão preventiva do autor que foi acatada pelo Ministério Público e Judiciário, sendo cumprida a prisão na última sexta-feira.

Ainda de acordo com o delegado Fábio, outros casos de abusos contra crianças e adolescentes estão sendo investigados no município.

Esta é a segunda prisão em São Gabriel do Oeste neste ano de 2018 com relação a estupro. No dia 22 de janeiro, um homem de 45 anos foi preso pela Polícia Civil e autuado em flagrante pelos crimes de cárcere privado e estupro. As investigações apontaram que o homem violentou as três filhas e uma enteada, sendo que uma adolescente de 14 anos era mantida presa em casa e está grávida.

Denúncias

Nossa equipe entrou em contato com o Conselho Tutelar, que também acompanhou o caso, e fomos informados que as denúncias de abusos tem aumentado no município, sendo que o órgão atendeu dez casos de abusos apenas neste ano, alguns já confirmados e outros em fase de investigação policial. Os conselheiros destacam que a denúncia é um importante instrumento de intervenção da sociedade no sentido de coibir a prática do abuso e da exploração sexual de crianças e adolescentes.

Imprimir

Comentários