Coxim, MS
4 de dezembro de 2017
Plantão
67 9 9659 6042
Tribus Conveniência Nova logo

Gás de cozinha tem nova alta nesta terça e chega a R$ 93,6 em MS

Gás de cozinha fica mais caro a partir desta terça-feira (Foto: Divulgação/Petrobras)

O gás de cozinha fica novamente mais caro a partir da zero hora de terça-feira (dia 5). O anúncio, feito nesta segunda-feira (04) pela Petrobras, mostra que a alta nas distribuidoras é de 8,9% e o repasse estimado ao consumidor é de 4%. Com o reajuste integral, o custo do produto chega a R$ 93,6 em Mato Grosso do Sul. O último aumento foi em 5 de novembro.

A empresa justifica que o aumento está de acordo com a política adotada desde junho deste ano, que considera o comportamento dos preços externos. “O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, que acompanharam a alta do Brent”, alegou a Petrobras.

Desde junho, foram aplicados oito reajustes do gás de cozinha, sendo sete altas e uma redução: 6,7% (junho), -4,5% (julho), 6,9% (agosto), 12,2% e 6,9% (setembro), 12,9% (outubro), 4,5% (novembro) e 8,9%, que vigora amanhã.

“Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”, afirmou a Petrobras.

A estatal também informou que o reajuste de 8,9% foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Repassado integralmente ao consumidor, o aumento será, em média, de 4%. “Isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos”, enfatiza.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio do gás de cozinha está em R$ 72,8 em Mato Grosso do Sul, com valor máximo de R$ 90. Caso seja aplicada a alta de 4%, o preço do produto chegaria a R$ 93,60 no Estado.

Divulgação
Imprimir

Comentários