Coxim, MS
18 de fevereiro de 2021
Plantão
67 9 9659 6042

Saúde confirma remessa de vacina para terça

Profissional da saúde prepara dose da vacina para aplicação. (Foto: Divulgação)

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, confirmou nesta tarde, que o País todo receberá nova remessa de vacinas contra a covid-19 a partir da próxima semana, iniciando no dia 23 de fevereiro, a próxima terça-feira. A informação foi dada a governadores em reunião virtual nesta tarde.

“O ministro apresentou essa previsão de entrega de vacinas e até julho teremos perto de 200 milhões de doses entregues. Assim que recebermos o calendário fechado vamos disponibilizar aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul para que a nossa população possa acompanhar o recebimento”, destacou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB ) após a reunião virtual.

Conforme o secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, que acompanhou a conversa ao lado do governador, o quantitativo de doses ainda não foi decidido. O compromisso, diz Resende, é de que essa decisão saia ainda hoje.

Ainda de acordo com o titular da pasta da Saúde, a estratégia para a vacinação com a nova remessa está em definição.

Existe questionamento se as doses serão usadas para concluir o ciclo de imunização, que prevê duas etapas, ou para ampliar o grupo de pessoas protegidas contra a doença.

Ampliação – A tendência, informou o secretário, é que se priorize a continuidade da aplicação da primeira dose da vacina em pessoas com 80 anos e também nos profissionais da saúde e imunizar profissionais de saúde, principalmente aqueles a partir de 60 anos.

Em cidades pequenas, onde a população mais idosa já  está protegida, as prefeituras podem definir estratégias diferentes, disse Resende.

Em Campo Grande, a vacinação parou no domingo, por falta de doses, e a população com mais de 80 ainda não foi toda protegida contra a doença, que tem risco de ser fatal.

De acordo com o secretário, assim como da primeira remessa de vacinas, haverá distribuição para os estados simultaneamente.

O governo sinalizou importação de 4 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, produzidas na Coreia, e ainda distribuição de 9 milhões da vacina do Butantã”, afirmou Geraldo Rezende.

Anúncio – Em material distribuído pelo ministério da Saúde, o ministro Eduardo Pazuello, mostrou que, do final de fevereiro até julho, serão distribuídas aos estados mais de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, que garantem a continuidade da vacinação da população brasileira de forma igualitária e gratuita.

 “Totalizaremos até 31 de julho quase 231 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, ou seja, o suficiente para dar tranquilidade de proteção à população contra essa doença”, afirmou o ministro segundo a assessoria.

 As próximas entregas aos estados acontecem ainda em fevereiro: serão 2 milhões de doses da AstraZeneca/Fiocruz, importadas da Índia, e 9,3 milhões da Sinovac/Butantan, produzidas no Brasil. Em março, a pasta também aguarda a chegada de 18 milhões de doses da vacina do Butantan e mais 16,9 milhões da vacina da AstraZeneca.

print

Comments

comments