Coxim, MS
25 de junho de 2020
Plantão
67 9 9659 6042

“Ele ia roubar”, afirma dono de avião sobre piloto morto em acidente

Parte do motor de aeronave que caiu no Chaco Paraguaio (Foto: Última Hora)

Remi David Cassino Neto, dono do avião RV 10, prefixo PT-ZAH, que caiu no Chaco Paraguaio na terça-feira (24), afirma que o piloto, que morreu no acidente, iria roubá-lo.

Em entrevista ao Ponta Porã News, o proprietário afirmou que emprestou a aeronave ao piloto Giuliano Woisky, de Jundiaí (SP), e que estaria fazendo voos particulares depois de ser demitido de uma companhia onde era co-piloto.O dono disse que funcionários teriam perguntado a ele se a aeronave tinha sido roubada. “Ele ia roubar meu avião. Juntei todas as moedas que tinha para comprar este avião. O que ele ia fazer para lá [no Paraguai] se a proa (destino) era Toledo (PR)?”, questiona.

O acidente ocorreu a 90 km da Bahía Negra, as margens do Rio Paraguai. A região pertence ao departamento do Alto Paraguay, perto da área pantaneira entre Corumbá e Porto Murtinho.

O avião caiu na fazenda Karai Mbarete, de propriedade da viúva do narcotraficante Jorge Rafaat. Funcionário da fazenda disse que o avião caiu e pegou fogo a 400 metros da casa. A aeronave decolou de Campo de Marte, em São Paulo, e tinha Ponta Porã como destino. – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

print

Comments

comments