Coxim, MS
9 de novembro de 2019
Plantão
67 9 9659 6042

Trio é preso após execução de jovem a tiros em Corumbá

Suspeitos do crime na delegacia da cidade. (Foto: Divulgação/PMMS)

João Vitor Arruda da Cruz, de 19 anos, o “João Caverna”, foi executado a tiros na madrugada deste sábado (09) na parte alta de Corumbá. O atirador, Elton Mendes Flores, de 21 anos, conhecido como Eltinho foi preso horas depois do crime em sua residência, no bairro Popular Nova onde estava com outros dois suspeitos, de 21 e 27 anos.

A Polícia Militar foi acionada, depois que a vítima deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Guatós, ferida com os disparos. Em contato com algumas testemunhas os policiais foram informados de que é Eltinho é quem teria assassinado o jovem e em seguida foi para sua residência, na Rua Vinte e Um de Setembro, quase esquina com a Rua Ceará, no município.

Ao chegarem no endereço, os agentes foram recebidos por um suspeitos que se identificou como irmão do acusado. Ele estava acompanhado de um outro rapaz que não sabiam do crime e nem do paradeiro de “Eltinho”.

Ao serem informados que seriam levados para a delegacia, um deles ligou para Elton que minutos depois, saiu de um terreno baldio onde estava escondido. “Eltinho” assumiu a autoria do crime e alegou que a vítima teria feito ameaças contra ele na Praça da Nova Corumbá há alguns dias e que por isso atirou em João Vitor “para não morrer”.

Nos celulares dos suspeitos os militares encontram mensagens e ligações antes do crime, comprovando participação dos outros dois suspeitos na execução. O irmão de Elton, acabou entregando a arma de fogo utilizada no homicídio, um revólver calibre 22, com duas munições intactas. Os três foram levados para a 1º Delegacia da Polícia na cidade.

Antecedêntes

Conforme o site Diário Corumbaense, “Eltinho” já havia sido preso no dia 15 de outubro, em uma casa no bairro Nova Corumbá, pois ele foi apontado como comprador da arma utilizada usada no triplo homicídio de Pedro Carlos de Aquino, de 45 anos, Jocemar Gonçalves dos Santos, de 36, e João Estevão Cáceres, de 50, na Fazenda Coqueiro, a 70 quilômetros de Corumbá.

Eltinho Ele teria pago R$ 800,00 na arma. Neste caso, o autor confesso da morte de três trabalhadores rurais, Laudinir da Silva Penaz, de 34 anos, permanece preso.

print

Comments

comments