Coxim, MS
5 de junho de 2019
Plantão
67 9 9659 6042

PMA usam drones e surpreendem pescador utilizando tarrafa no rio Taquari

Foto: PMA / Divulgação

Policiais Militares Ambientais de Coxim e de Campo Grande estão realizando fiscalização preventiva à pesca, com utilização de drones. O uso desses aparelhos é importante na fiscalização na região, em virtude de que muitos pescadores que praticam pesca predatória possuem uma rede de informantes, para avisarem via telefone e, às vezes, até com fogos, quando os Policiais saem para a fiscalização nos rios, o que torna difícil a prisão dos infratores.

O uso das imagens dos drones, em alguns casos, permitirá a identificação dos elementos, mesmo que fujam, por características físicas pessoais e das embarcações utilizadas. Dessa forma, serão identificados e responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Serão também multados administrativamente em valor de R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

Durante fiscalização preventiva nesta terça-feira (04), no rio Taquari, dois elementos em uma embarcação, os quais pescavam com rede de pesca (petrecho proibido) conseguiram fugir e a rede de pesca foi retirada do rio e apreendida.

Nesta quarta-feira (05), equipes de Coxim e Campo Grande realizam fiscalização na região da Cachoeira das Palmeiras, monitorando e protegendo cardumes.

Várias embarcações foram vistoriadas e os pescadores estavam pescando legalmente, porém, as imagens de um dos drones utilizados mostraram um infrator em uma embarcação pescando com tarrafa (petrecho proibido). O elemento abandonou o petrecho ao perceber o drone. A equipe, que estava distante, foi ao local e apreendeu o petrecho ilegal. Agora, as imagens serão verificadas, no intuito de identificar o infrator.

A PMA continuará em fiscalização preventiva, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente com uso deste tipo de petrecho ilegal que tem alto poder de captura.

Foto: Divulgação / PMA
print

Comments

comments