Coxim, MS
7 de maio de 2019
Plantão
67 9 9659 6042

Polícia prende funileiro que decapitou homem em bairro de Coxim; suspeito teria comido pedaço da vítima

Foto: Maikon Leal

O funileiro Aguinaldo dos Santos Miranda, de 28 anos, foi preso durante uma força tarefa da 1ª Delegacia de Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (06) suspeito de matar e decapitar Eliel de Jesus, de 44 anos, na noite de domingo (05), na rua Água Viva, no bairro Nova Coxim, em Coxim.

Conforme as investigações comandados pelos delegados Fernando Dantas, Silvia Girardi dos Santos e Felipe Paiva, o suspeito foi localizado enquanto comprava fumo a caminho do trabalho e inicialmente negou ser o autor do homicídio, mas após ser encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, acabou confessando ter desferido uma facada no peito de Eliel e depois degolado sua cabeça.

O motivo da barbaridade seria porque Miranda é usuário de pasta base de cocaína e o suposto traficante de drogas Osias Gomes de Lima, de 44 anos, teria ido até sua residência várias vezes na tarde de domingo lhe oferecer drogas, após negar, Aguinaldo colocou Lima pra fora de sua casa.

Segundo consta no depoimento do suspeito, momentos depois Osias teria retornado a casa de Miranda e insistido para que ele consumisse as drogas, porém, mais uma vez Aguinaldo negou o entorpecente.

Faca utilizada para matar e degolar a vítima. (Foto: Maikon Leal)

Na noite de domingo, Eliel foi até a casa de Aguinaldo a pedido de Osias lhe oferecer drogas, neste momento eles iniciaram uma discussão e o autor colocou a vítima pra fora de sua residência, eles teriam se agredido na rua, até que Miranda conseguiu levá-lo a um terreno ao lado e desferir um golpe de faca que atingiu seu coração.

Após matar Jesus, Aguinaldo seguiu para a casa de Osias com a intenção de matá-lo também, como não o encontrou, voltou até o corpo da vítima e o degolou. Antes de decapitar, o autor apalpou o pescoço para encontrar os nervos que seriam cortados, Miranda teria comido um pedaço da vítima e depois jogado a cabeça na residência de Osias.

No início, os policiais colocaram Osias como o principal suspeito do crime, mas durante o decorrer da investigação, ficou esclarecido que Eliel havia entrado em vias de fato primeiramente com um indivíduo conhecido apenas como Osmar, no entanto, após a briga eles tomaram rumos diferentes.

Somente após a prisão de Osias na noite desta segunda-feira (06), na zona rural de Coxim, é que o crime passou a ser esclarecido, as três linhas de investigação se afunilaram em apenas uma, a de que Aguinaldo matou Jesus.

Quando foi perguntado o motivo dele desferir a facada no peito da vítima, Aguinaldo respondeu que; “quando se mata um boi ou um porco, acerta primeiro o coração”, deixando claro sua intenção de matar.

Aguinaldo contou aos investigadores que por causa das drogas ele perdeu a guarda do filho e a mulher,  e esse foi o motivo que o levou a cometer o crime, por ele não querer usar mais drogas e mesmo assim as vítimas passaram a lhe oferecer insistentemente.

Um detalhe que chamou a atenção dos delegados é que Aguinaldo não demonstrou arrependimento em nenhum momento, e que apesar da barbaridade do crime, antes de ser preso, ele ficou assistindo o trabalho dos peritos no local do homicídio e só depois foi trabalhar normalmente.

Todos os envolvidos foram encaminhados para 1ª DP, Aguinaldo que já possui passagens por tentativa de homicídio, furto de gado e violência doméstica foi indiciado por homicídio doloso qualificado, quando a intenção de matar qualificado por motivo cruel. Osias também foi preso e será indiciado por tráfico de droga e associação ao tráfico de drogas.

Da esquerda para a direita, os delegados Dr. Fernando Dantas, ao meio Drª. Silvia Girardi e  Dr. Felipe Paiva.
print

Comments

comments