Coxim, MS
20 de outubro de 2018
Plantão
67 9 9659 6042

Cresce em 7,8% o número de empresas abertas em Mato Grosso do Sul

Número de empresas abertas em Mato Grosso do Sul teve crescimento de 7,8% de janeiro a setembro deste ano, de acordo com dados da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems). Ao todo, 4.975 novos empreendimentos começaram atividade no Estado, frente a 4.615 negócios no mesmo período de 2017.

Somente no mês de setembro, foram 489 novas empresas constituídas, o que representa avanço de 14,52% no comparativo com o mesmo mês de 2017. O setor de serviços continua em destaque como sendo a principal atividade na abertura de empresas do Estado, representando 61% das constituídas no nono mês do ano. Os números da Jucems mostram ainda que o setor de comércio representa 34% das novas empresas e a indústria por 3,8%.

Em relação à extinção de empresas, 2.544 empreendimentos encerraram as atividades no Estado no intervalo de nove meses, frente a 2.150 no mesmo período de 2017 (+18,33%). Já no comparativo de setembro deste ano com o mesmo mês de 2017, houve queda de 21,43%, passando de 198 para 252 negócios.

A demanda por alterações de empresas também apresentou tendência de alta de janeiro a setembro. Foram ao todo 17.525 alterações realizadas pela Jucems no período, diante de 16.949 no ano passado.

Segundo a Junta Comercial, o valor elevado do período é resultado da mudança de sistema da instituição, que passará a ser totalmente digital a partir de 1º de novembro. “O registro 100% digital entra em vigor no dia 1º de novembro e a partir desta data não haverá mais circulação de papel na Junta Comercial, o que provocou uma corrida para regularização das empresas”, explica o diretor-presidente da Jucems, Augusto César Ferreira.

Filiais

Em se tratando das filiais, o Estado abriu 1.293 empresas desta modalidade de janeiro a setembro deste ano, o que equivale a aumento de 73,79% na comparação com 2017 (744 filiais).

 As extinções de filiais somaram 402 registros em nove meses de 2018, também representando alta em relação a 2017 (578 encerramentos de atividade, ante 402 no ano passado).Somente no mês de setembro,  foram 99 novas filiais constituídas e 47 extintas no Estado.

print

Comments

comments